O QUE ESTÁ ACONTECENDO NO MUNDO DO GOLFE

Jason Day conquista o World Golf Match-Play

Magico! Incrivel! Houdini!

Essas são algumas das expressões usadas pela imprensa para descrever algumas tacadas memoráveis do Campeonato Mundial de Matchplay disputado domingo dia 23 em Dove Mountain, Arizona, vencida pelo australiano Jason Day.

Na verdade, o autor da façanha e quem roubou a cena foi o derrotado Victor Dubuison, ao realizar tacadas inacreditáveis para empatar o jogo, estando dormie ao final do buraco 16. Em dois buracos consecutivos, Dubuison jogou a bola para o deserto de Dove Mountain, em condição injogável para a maioria dos golfistas.   Nas duas ocasiões ele foi capaz de recuperar-se entre cactos, arbustos, areia e pedras e deixou as bolas na bandeira, para delirio da platéia.  A cada tacada mágica de Dubuison, Jason Day balançava a cabeça, parecendo não acreditar no que via.    

Garry Player, presente ao evento, disse que na sua carreira de 60 anos de golfe, nunca tinha visto algo assim numa final.  Para Tom Watson, foram duas das maiores tacadas de recuperação na história do golfe.  

Após conseguir o empate nos 18 buracos, Dubuison paraecia que ia selar a vitória nos playoffs.  Entretanto, Day jogou com regularidade, e segurou o impeto do francês.  Seguiram all square nos seguites quatro buracos até o 23, um curto par 4, onde Day jogou o drive direto ao green. Com isso, Day ficou com um putt para eagle, impedindo qualquer reação de Dubuison, que não havia acertado o green.  O putt de Day não entrou mas foi suficiente para encerrar a dramática disputa.  No final, Day teve o mérito de manter-se focado no jogo e estar pronto para selar a vitória no primeiro erro do oponente.

O torneio ja havia sido marcado pela eliminação precoce, já na primeira rodada, de grandes especialistas do match play, como os ingleses Ian Poulter e Luke Donnald, além do americano Steve Stricker. Na segunda rodada, tivemos a eliminação de Rory McIlroy em playoff, buraco 19, para Harry English, apesar de uma reação espetacular do irlandes nos últimos buracos. 

Confiram maiores detalhes no link do golfchannel.com 

 

Por outro lado, nesta semana tivemos uma noticia inusitada e triste para os que acompanham os torneios da PGA.  O Chairman de Augusta, Billy Payne, anunciou que Eisenhower, a árvore mais emblemática do mundo do golfe, situada no buraco 17 do campo onde se joga o Masters, foi derrubada durante uma tempestade de neve na Georgia.  Essa árvore foi assim batizada em homenagem ao então presidente dos Estados Unidos, Dwight Eisenhower, sócio de Augusta, que chegou a pedir formalmente a remoção do enorme pinheiro que tantas vezes bloqueou o seu tiro ao green.  Sem sucesso.  Somente 45 anos após a morte do ex-presidente que a árvore foi removida, mas por força da natureza

Não podemos deixar de estabelecer um paralelo do papel da Eisenhower com o do nosso Tafarel, que, por sinal, continua firme e forte.  Porém, a lição de Augusta nos diz que devemos fazer o que estiver ao nosso alcance para protege-lo.